sábado, 14 de abril de 2012

GIORGIO MORANDI


Pintor e gravador, Morandi viveu toda a vida em sua cidade natal, Bolonha, onde estudou na Academia de Belas Artes. Em 1914, foi convidado a participar da primeira exposição futurista em Florença, onde conheceu Carlo Carrà e Umberto Boccion...i. Na visita à Bienal de Veneza, teve contato com obras de Cézanne que o impressionaram bastante. Em 1918, integrou-se à pintura metafísica, após conhecer Giorgio De Chirico e nela permaneceu até 1920.





domingo, 29 de maio de 2011


                                                           
Antoine Vestier
Retrato de Dama com Livro Junto a uma Fonte
  • Número:
    57 P
  • Tipo de obra:
    Pintura
  • Categoria:
    Arte Francesa
  • Autor:
    Antoine Vestier
  • Dados Biográficos:
    Avallon, França, 1740 - Paris, França, 1824
  • Título:
    Retrato de Dama com Livro Junto a uma Fonte
  • Data da obra:
    c. 1785
  • Técnica:
    Óleo sobre tela
  • Doada por:
    Assis Chateaubriand
  • Dimensões     121 x 99 cm

                                                                     Negro Capião

                             Paul Cézanne nasceu em 19 de Janeiro de 1839, em Aix-en-Provence.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Botticelli



A Primavera 
 A Primavera é uma obra de temática mitológica clássica que nos apresenta a alegoria da chegada dessa estação. Ao centro encontra-se Vênus, que media toda a cena. Na tradição clássica, Vênus e o Cupido surgem para avivar os campos, fustigados pelo inverno, iniciando a primavera ao semear flores, beleza e atração entre todos os seres. À direita da obra encontramos três figuras. O primeiro, um ser esverdeado, Zéfiro, personificação do vento oeste, abraça a bela ninfa Cloris. Botticelli a representa em sua metamorfose, quando se transformava em Flora, a figura com vestido florido que cumpre sua função de adornar o mundo com flores. Sobre a cabeça de Vênus está o Cupido, seu filho, de olhos vendados, apontando a seta do amor em direção às três figuras que representam as Graças (Aglaia, Talia e Eufrónsina), símbolos da sensualidade, da beleza e da castidade. Mais à esquerda encontra-se Hermes dissipando as nuvens, fechando esse ciclo mitológico. Para a filosofia platônica, esse ciclo é a ligação ininterrupta entre o mundo e Deus, e vice-versa.

Botticelli concebeu A Primavera sob orientação de Marsílio Ficino, principal representante da filosofia neoplatônica na época, que via Vênus como um ser de dupla natureza: terrestre, ligada ao amor humano, e celestial, ligada ao amor universal, da qual, supõe-se, Botticelli traçou analogia com a Virgem Maria. Tal suposição está embasada nas vestimentas de extremo recato de Vênus, na posição de sua mão direita, que se encontra em um gesto de benção, e, também, por ela estar circundada com um arco rendilhado de folhas com fundo claro, que sugerem a forma de auréola e prenunciam as grinaldas florais que, a partir do século seguinte, estiveram associadas à figura da Virgem.

O Renascimento introduziu a concepção científica do mundo, além de reafirmar com contundência o naturalismo gestado no Gótico. Botticelli utiliza aqui um naturalismo metódico, de caráter científico; a natureza é estudada e não copiada. Afinal, Botticelli teve apoio de membros da Academia Platônica, fundada por Lourenço de Médici, o Magnífico, juntamente com Landini, o tradutor de A Botânica de Plínio, o Velho, para orientar o artista no reconhecimento dos detalhes das diversas plantas e flores, além de suas simbologias.

Em A Mansão de Quelícera, esta obra foi base (ver Apropriação) para a criação do jardim de fundo do "jogo das borboletas" - ao qual o jogador tem acesso a partir do quarto de banho da Mansão, saída à direita do fundo do Hall - fundamental para o cumprimento da missão de um dos personagens do jogo.



sábado, 23 de abril de 2011

sexta-feira, 22 de abril de 2011

                                                            YARA TUPINAMBÁ
                                                                 PORTINARI
                                  
                                                                FRANZ WEISSMANN
                                                                TARSILA DO AMARAL
                                                                
                                                                 VAN GOGH
                                                               YARA TUPINAMBÁ